Por um serviço especialmente global

18 September 2018

CEO global da JLT Specialty, Lucy Clarke, explica porque o negócio foi globalizado e os benefícios e oportunidades que a nova estrutura oferece

Por um serviço especialmente global

Com o objetivo de aprimorar o foco nos clientes da JLT e garantir que eles tenham acesso aos melhores recursos que a corretora pode oferecer, a empresa simplificou recentemente a estrutura global em três grupos: Specialty, Benefícios e Resseguros.

Com o crescimento da JLT nos últimos anos, o número de colaboradores dobrou e a receita e o valor das ações quase triplicaram.

A JLT tem avançado pelo mundo com a abertura de novos escritórios, como a aquisição mais recente de um conceituado grupo especialista em riscos marítimos em Hamburgo, Alemanha, e continuou em expansão pelos Estados Unidos. A decisão de construir uma base nos EUA, inciada no final de 2014, era a peça decisiva para entregar aos clientes um serviço essencialmente global.

Planos para o futuro
A JLT Specialty nos EUA opera com cerca de 400 funcionários, 1500 novos clientes e está batendo as metas. Esse sucesso é um resultado fenomenal dos colaboradores no país, que tem alcançado tudo isso com todo tipo de mudanças e um mercado tão competitivo.

Dado o extraordinário crescimento, a JLT acredita ser importante analisar o passado como referência para o futuro, entendendo e estando organizados para atender às principais necessidades dos clientes, oferecendo especialistas no mundo todo, independente de onde eles se encontrem.

A nova estrutura global facilitou isso. Com o negócio estruturado por especialidade, os heads globais de specialty podem trabalhar em conjunto com os CEOs regionais, com foco em dar suporte aos clientes em cada área da indústria, em seu local de sede e no seu ramo de atividade. Eles consideram os maiores talentos da JLT e avaliam os tipos de seguro para cada risco do cliente, auxiliando em suas tomadas de decisão.

Por exemplo, John Lloyd lidera o time de riscos marítimos, assessorando os colaboradores da JLT e clientes nos países em que eles tenham esse risco, conectando conhecimento especializado com várias habilidades em qualquer lugar do mundo. Essa estrutura demonstra a experiência da JLT, não só no básico da cultura de serviço em que ela se baseia, mas para melhorar a oferta ao cliente.

Feedback
Os clientes da JLT costumam recomendá-la por possuir conhecimento especializado, rapidez e precisão na prestação de serviço como fatores determinantes, em pesquisas de satisfação. Isso é extremamente importante para continuar a proporcionar os melhores serviços.

Outro fator relevante é o compromisso pessoal que os times da JLT dedicam aos clientes. Os colaboradores da JLT escolheram trabalhar na empresa porque são apaixonados pela entrega aos clientes, sendo livres para tomar as melhores decisões.

Isso é possível graças aos sistemas e processos de alta qualidade de que os colaboradores são providos de forma rápida e precisa. Pensando nisso, foi desenvolvido um plano para a área de tecnologia da informação que será implementada até o final de 2019, ampliando a capacidade de serviço para os clientes de qualquer tamanho em todo o mundo.

A nova estrutura permite à JLT promover o acesso a consultoria de qualidade e análise de informações, ações cada vez mais importantes para os clientes. Isso também possibilita o compartilhamento de experiências, como regulação de sinistros complexos.

Independente de o sinistro ser relativamente pequeno ou se for catastrófico, é importante para o cliente que tudo seja resolvido com rapidez e eficiência. Por isso, a ideia é oferecer suporte ao redor do mundo, com as melhores competências de que a JLT possui.

A nova estrutura nada mais é que uma evolução do que já existia nos negócios da JLT. Trata-se apenas da formalização de uma colaboração que já servia à empresa no passado para melhor atender aos clientes. Tudo isso para providenciar o acesso deles ao melhor que a JLT pode oferecer, para o cliente que opera em uma única região ou em qualquer país do mundo.

Para ler esta matéria completa e receber a edição digital da revista insider,  clique aqui